AES Sul reduz pela metade o número de incidentes de TI através de solução de monitoramento

A empresa passou a monitorar seus serviços com a solução OpMon, da OpServices. A solução tornou mais fácil e efetiva a comunicação entre as áreas, alinhando TI ao negócio. Após a adoção do OpMon, a companhia reduziu pela metade o número de incidentes registrados por mês.

São Paulo, maio de 2013 – Com o objetivo de levar para dentro da empresa o processo de monitoramento do usuário, afim de aumentar o controle do ambiente e identificar a percepção dos clientes sobre a disponibilidade dos seus serviços, a distribuidora gaúcha de energia AES Sul, uma empresa do Grupo AES Brasil, que atende um terço dos consumidores do Rio Grande do Sul, contemplando 118 municípios e 1.208.550 unidades consumidoras, adquiriu a solução OpMon, que monitora a disponibilidade dos serviços da empresa. A solução, da fabricante brasileira OpServices, viabiliza ainda uma maior proatividade e agilidade no serviço, além de redução de problemas.

Com o OpMon, foram instalados “robôs” que simulam incidentes e verificam o tempo de resposta e disponibilidade para cada processo. “Precisávamos de uma solução que nos atendesse em duas frentes, tanto no monitoramento da nossa infraestrutura – já que toda nossa área de TI é terceirizada – como no gerenciamento dos nossos serviços, que nos permitisse maior proatividade e também monitorar nossa performance com mais precisão”, afirma Samuel Flores, gerente de TI da AES Sul.

O projeto, que teve início em novembro de 2011, foi realizado em duas etapas: a primeira incluiu o mapeamento dos serviços e monitoração de infraestrutura. Na segunda fase, foram monitorados os processos de maior complexidade, como tempo de resposta dos sistemas combinados com indicadores do negócio da empresa.

 

Ações preditivas e mobilidade

O monitoramento dos serviços da empresa foi fundamental para as análises do negócio e crescimento da empresa. “Com a solução criamos um novo processo interno, com o acompanhamento das solicitações dos clientes, e assim temos uma visão amplificada da infra e do negócio. E agora usamos estas informações para o planejamento, já que é possível fazer uma análise do histórico dos incidentes e ainda previsões futuras, com as melhorias que a solução ajuda a sinalizar”, afirma.

Através do OpMon, a empresa conseguiu reduzir em 50% o número de incidentes mensais registrados. Para Flores, a monitoração dos sistemas detecta com mais rapidez onde estão os problemas, tornando a comunicação com o negócio mais fácil. “Agora a comunicação ficou mais rápida, assim como a agilidade em resolver os problemas e ser mais assertivo. Além disso, temos uma maior confiabilidade das informações”, diz.

Em busca de mobilidade, a empresa pretende adquirir ainda em 2013 o OpMon Mobile, com aplicação direta para celulares e tablets, permitindo o monitoramento das informações da empresa a qualquer hora e em qualquer lugar.