BSC – Balanced Scorecard aplicado a Governança de TI

Por: opservices em 23.05.2016

O que é a metodologia Balanced Scorecard?

Originalmente apresentada pelos professores de Harvard, Robert Kaplan e David Norton, em 1992, a metodologia Balanced Scorecard (BSC) vem sendo aceita com sucesso em diversas organizações pelo mundo, como Mobil, AT&T, Amanco, Mercedez Benz, Brasil Telecom, entre diversas outras.

 

Balanced Scorecard (BSC)

 
Com o objetivo de melhorar os métodos de medição de desempenho empresarial, a metodologia foi escolhida pela renomada revista Harvard Business Review como uma das práticas de gestão mais importantes e revolucionárias dos últimos 75 anos. Confira agora por que a BSC revolucionou a gestão empresarial.

 

Entendendo a metodologia Balanced Scorecard

Essa metodologia se diferencia a partir do momento que tem como premissa que uma empresa não pode ser gerida apenas por meio de indicadores financeiros ou econômicos, mas também pela medição de processos intangíveis, como o nível de aprendizado interno, as inovações e a percepção de satisfação do cliente. O motivo é que o desempenho e o alcance dos objetivos globais e resultados financeiros da empresa dependem da mensuração e integração desses ativos.

O BSC é capaz de traduzir a missão estratégica da empresa em indicadores chave que auxiliam gestores a desenvolverem planejamentos estratégicos e a tomarem decisões. Outro benefício é que cada membro da organização se envolve na tomada dessas decisões. Sua estrutura é formada por quatro perspectivas, que se baseiam em relações de causa e efeito:
Perspectiva do Cliente: Essa perspectiva se relaciona com o valor que a organização dá ao cliente, definindo indicadores relacionados à satisfação, à fidelização, à aquisição de novos clientes, etc. Geralmente as ações são focadas em oferecer produtos e serviços competitivos, qualidade e disponibilidade dos serviços, otimização dos custos de entrega e atendimento ágil e eficiente.
Perspectiva dos processos internos: Nessa perspectiva a análise se volta aos processos internos da organização. Os mais críticos, dedicam-se à realização da perspectiva citada anteriormente. Além de criar valor para os clientes – e agora para os stakeholders – se analisa também os processos internos, a fim de identificar oportunidades de melhoria e buscar a elevação do nível interno de qualidade. Para isso, consideram-se processos de inovação, operações e pós-venda.
Perspectiva de aprendizado e crescimento: Está relacionada às medidas para garantir o aprendizado e o crescimento da organização e toda a estrutura para que a empresa se desenvolva a longo prazo. Essa perspectiva possibilita o alcance das perspectivas anteriores, ou seja, a habilidade da organização inovar, melhorar e aprender garante que a qualidade dos processos internos consiga entregar valor ao cliente.
Perspectiva financeira: Essa perspectiva deve apresentar as consequências das ações tomadas nas perspectivas anteriores, mostrando como as medidas tomadas anteriormente impactaram no resultado financeiro da organização, seja positivo ou não.

A metodologia Balanced Scorecard exibe, por meio de suas 4 perspectivas interdependentes, um mapa alinhado com os objetivos e estratégias da organização que permite uma visão integrada e abrangente que otimiza a gestão. Se executado corretamente, considerando diferentes óticas, essa metodologia tem potencial para fornecer sinergia organizacional através de um sistema de gestão que vincula a estratégia com o planejamento e o orçamento.

 

Como aplicar o BSC utilizando o monitoramento das atividades de negócio

Apesar do papel preponderante da tecnologia da informação na execução dos objetivos do negócio, ainda é comum insatisfações e incompreensões quantos aos resultados gerados por TI. Falhas na comunicação com os usuários de negócio, falta de critérios de priorização de projetos e dificuldades para avaliar os reais benefícios gerados pelos investimentos são algumas das razões que impedem um melhor alinhamento entre TI e o negócio.

Aplicação do BSC – Balanced Scorecard para o gerenciamento de TI e o monitoramento das atividades de negócio permite a criação de uma linguagem comum entre a função e os seus clientes internos, orientando a definição de prioridades de investimentos, o controle do desempenho desejado e a compreensão, por toda a equipe de TI, das metas e iniciativas necessárias. Com isto, gerencia-se o real valor agregado da TI, alavancando o seu papel como parceiro estratégico para as áreas de negócio.

O monitoramento das atividades de negócio (BAM), com a utilização de um software de gerenciamento de TI, possibilita o acompanhamento das metas estratégicas do BSC de TI, pois disponibiliza informações precisas e atualizadas para alguns dos principais indicadores de desempenho estabelecido.

Para conhecer mais sobre o BAM, clique aqui.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

JUNTE-SE À NOSSA LISTA E RECEBA
OS NOSSOS CONTEÚDOS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos