Menu
Contato Comercial
Por: Pedro César Tebaldi em 21.01.2022

Monitoração de Meios de Pagamento

Monitoração de meios de pagamento

O objetivo de qualquer empresa é vender produtos ou serviços, independente do seu modelo de negócios. Apesar de muitas empresas já estarem adiantadas no seu processo de transformação digital, operando e-commerces 100% automatizados, a realidade da maior parte das empresas ainda é o ponto de venda com lojas físicas.

Seja qual for o modelo adotado, todas as empresas precisam realizar a monitoração de meios de pagamento para evitar perdas nas vendas. Afinal, o consumidor é implacável. Enquanto uma boa experiência pode significar maior fidelidade e recorrência de compras, uma experiência ruim pode significar a perda definitiva do cliente para um de seus concorrentes.

Muitos e-commerces trabalham com métricas para lidar com taxa de abandono de carrinho, mas pior do que isso é perder a venda sem que o cliente abandone o carrinho. Ou seja, o consumidor seleciona um produto, preenche os dados de cartão de crédito, clica em finalizar a compra e, para sua decepção, aparece uma “mensagem de erro”. E isso não é exclusivo das lojas online, pois ocorre até mesmo no PDV de lojas físicas, causados por indisponibilidades das bandeiras de cartão ou pela própria infraestrutura do ponto de venda.

Para deixar de perder vendas é essencial monitorar todos os elementos que compõem os meios de pagamento, como SiTEF (sistema de transferência eletrônica de fundos), infraestrutura de PDV, PIX, NFe (Nota Fiscal Eletrônica), transações, APIs de gateways de pagamento e até mesmo os sistemas de ERP, poderosas soluções que lidam com toda a cadeia de processamento de pedidos (ex: SAP e TOTVS).

Quer entender as vantagens de monitorar meios de pagamento? Então continua acompanhando o nosso artigo!

 

Como monitorar meios de Pagamento?

Cada tipo de infraestrutura de meios de pagamentos deve ser gerenciada de maneira individual, pois possui métricas específicas referentes aos seus serviços. Abaixo, listamos alguns exemplos já monitorados aqui na OpServices em projetos para alguns de nossos clientes.

 

Monitorando PIX

O novo sistema de pagamentos PIX, do Banco Central, permite a transferência de valores entre instituições financeiras de forma ágil, instantânea e sem custos para seus usuários. O sistema PIX foi rapidamente incorporado ao dia-a-dia da população brasileira e a maioria das lojas já oferece esse tipo de pagamento.

Para aumentar o bom funcionamento do PIX é preciso gerenciar toda a infraestrutura tecnológica que suporta a operação do sistema. Configurar alarmes para notificar quando ocorrem problemas relacionados a falhas ou lentidão nos sistemas também é uma ótima prática.

Um ponto importante a se considerar é que a monitoração tradicional não dá conta da gestão completa dos indicadores do PIX. É preciso desenvolver um projeto de observabilidade que saiba lidar com infraestrutura em nuvem (cloud), ambientes dinâmicos de Microsserviços, RabbitMQ, Kubernetes e Openshift para gerenciamento do sistema PIX. Entre as tecnologias a serem monitoradas no ambiente podemos citar a arquitetura Kubernetes, nods, pods, deployments e jobs, contemplando masters, workers, entry points, endpoints e a disponibilidade de APIs. Além disso, também podem ser monitoradas as filas de mensageria do RabbitMQ.

Além disso, dentro de um projeto de observabilidade como o de um sistema PIX, é importate realizar o rastreamento (trace ou tracing) de eventos distribuídos, casualmente relacionados. O rastreamento (tracing) distribuído é ótimo para entender o comportamento da aplicação, pois tudo pode estar no ar rodando e funcionando, mas os microservices retornam erros no log.

Além dos reports de erro, as empresas precisam rastrear o fluxo do seu sistema para descobrir onde estão os gargalos de desempenho; ainda mais importante, quando ocorre um erro, é preciso entender como ele ocorreu. Em um mundo ideal, cada função teria algum rastreamento habilitado com a duração da função, parâmetros passados, etc.

 
Monitoramento PIX

 

Monitorando SiTEF

O Sitef é um conjunto de programas, sistema de Transferência Eletrônica de Fundos. Foi desenvolvido para realizar transferências por meio de cartão de crédito ou de débito. Hoje, a maior parte das máquinas de cartão do mercado utilizam o sistema TEF. Ou seja, é essencial para que os pagamentos sejam transferidos para quem realizou a transação, geralmente o lojista.

Esse sistema auxilia na integração de empresas comerciais, tais como Lojas, Supermercados, etc, com as administradoras de cartões de crédito e débito. Entre as métricas podemos citar o status geral de disponibilidade do sistema, a conexão com a administradora, a quantidade de transações realizadas e as quedas ocorridas em determinado período de tempo.

O monitoramento desse sistema permite que a empresa saiba de antemão se há algum problema, podendo se antecipar e já oferecer outra forma de pagamento. Algumas empresas conseguem gerar descontos automatizados para formas alternativas de pagamento, como o PIX, por exemplo.

 

Monitoração Sitef - Sistema de Transferência Eletrônica de Fundos

 

Monitorando NFe

Quando a Nota Fiscal Eletrônica (NFe) não está funcionando por alguma indisponibilidade da Sefaz de seu estado, os pedidos não são processados. Isso pode ocasionar diversos prejuízos. A monitoração avançada de NFe permite descobrir a causa raiz destes problemas.

Através do monitoramento sintético, é possível simular, com dados reais, todo o processamento de notas fiscais para, assim, obter informações sobre a disponibilidade e o tempo de resposta de cada órgão emissor (SEFAZ). A simulação permite analisar as transações que acontecem dentro do sistema autorizador de nota fiscal eletrônica da Secretaria da Fazenda (SEFAZ), mostrando o tempo utilizado no processamento de um usuário (cliente), na rede de comunicação e no servidor.

A verificação do status de execução (se é completado com sucesso ou não) e o tempo de resposta através do site da Secretaria da Fazenda podem ser associados a acordos de níveis de serviço (SLAs). Em caso de indisponibilidade, ou baixo tempo de resposta do sistema autorizador da NFe, seu time pode ser alertado dos problemas antes que seus clientes percebam. As informações sobre o estado dos órgãos autorizadores de emissão podem ficar disponíveis em dashboards para acompanhamento em tempo real, além de gerar relatórios analíticos.

 
Monitoramento NFe - Nota Fiscal Eletrônica

 

Monitorando APIs de Gateways de Pagamento

Hoje, qualquer loja online se comunica com diversos gateways de pagamento para realizar transações, como Visa, Mastercard, Paypal, Pagseguro, Stripe, Shopify, E-banx, Woo-Commerce, Pagar.me, Cielo, Vindi, Stone, Vtex, entre outros. Dificilmente um e-commerce desenvolve seu próprio gateway, pois geralmente é mais vantajoso se conectar com gateways existentes para herdar, assim, as certificações e boas práticas de segurança.

Entretanto, apesar da facilidade de apenas se conectar a outro sistema desenvolvido por uma empresa especializada nisso, a equipe de tecnologia que suporta a loja virtual pode ficar amarrada quanto a resolução de um incidente em um Gateway. Uma das formas de se antecipar ao problema é usar uma redundância que entra em ação caso a primeira opção esteja lenta ou indisponível. Mas para que isso ocorra, é preciso primeiro realizar a monitoração das APIs dos gateways.

Para monitorar comunicação do site com a API do gateway de sistema de pagamento pode-se realizar testes em todas as camadas (HTTP, SSL, TCP, DNS ou ICMP), de vários locais. A monitoração da disponibilidade REST API com reconhecimento de conteúdo de arquivos XML e JSON também agregam para automatizar o processo.

Com isso, é possível verificar a causa raiz com maior agilidade, descobrindo avarias de tempo de rede e recebendo alertas apenas dos problemas que importam, eliminando falsos positivos.

 
Monitoramento de APIs de Gateways de Pagamento

 

Monitorando Infraestrutura de PDV

Qualquer loja ou rede de lojas que realize transações financeiras precisa contar com uma pequena infraestrutura para que os clientes possam efetuar pagamentos. Entre essa infra podemos citar o link de internet, a rede wifi, algum tipo de firewall para segurança e terminais de servidores que sustentam os PDVs.

É importante ficar atento a esse tipo de monitoramento, pois grandes redes de varejo, por exemplo, precisam atuar imediatamente em cima de downtimes nessa infra para que as vendas não parem. Afinal, as lojas não têm equipe local para resolver pequenas indisponibilidades e muito desse suporte será dado de forma remota. Portanto, é importante ter o status completo desse tipo de ambiente monitorado de forma centralizada.

 
Monitoramento de infraestrutura de PDV das lojas

 

Monitorando Sistemas ERP

O SAP e o TOTVS, para citar os mais conhecidos, são sistemas integrados de gestão empresarial que oferecem inúmeras soluções colaborativas de negócios para as empresas, integrando também toda a cadeia de serviços financeiros e de processamento de pedidos. Por terem uma arquitetura composta por um grande número de aplicações, seu gerenciamento é missão fundamental no ambiente de TI de seus usuários.

Entretanto, seu monitoramento pode ser um grande desafio em ambientes complexos. Para manter uma estrutura com um alto nível de disponibilidade é necessária uma monitoração em tempo real, utilizando métricas de controle alinhadas ao negócio da empresa. Desta forma, teremos dados para responder as seguintes perguntas:

  • Como está o desempenho do serviço de ERP?
  • Qual a causa raiz dos problemas oriundos das aplicações ERP?
  • Como extrair indicadores de negócios do ERP, CRM, gestão de ciclo de vida do produto ou gestão da cadeia de suprimentos?

 
Monitoramento de ERP - SAP

 

Existe uma solução única para monitorar meios de pagamento?

Quando falamos em monitoração de elementos de TI o conhecimento é mais importante do que qualquer ferramenta. Não existe solução que irá gerenciar tudo de maneira automática. Aqui na OpServices, em nossos 20 anos atuando com monitoração e visualização de dados, temos trabalhado com o OpMon, solução desenvolvida por nós, junto com Grafana, Prometheus, entre outras soluções.

Caso você deseje contar com a nossa ajuda, nosso trabalho é totalmente orientado a serviço. Possuímos especialistas para desenvolver projetos de monitoração para qualquer tipo de meio de pagamento, tudo personalizado exclusivamente para o ambiente da sua organização. Assim, você e sua equipe podem focar no que realmente importa: a atividade fim da sua empresa!

 
Monitoramento de Meios de Pagamento

 
Entre em contato com nossos especialistas para entender nosso modelo de trabalho.

Compartilhe:

ESCRITO POR

Pedro César Tebaldi

Atua há 10 anos no mercado B2B de tecnologia da informação como gerente de marketing, tendo escrito mais de 500 artigos sobre tecnologia durante esse período. Também é responsável pela área de Business Intelligence da OpServices, que presta consultoria para médias e grandes empresas em todo o Brasil.

Posts Relacionados

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA
NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos