Conheça o que são Provedores de Serviços Gerenciados

Nem sempre é possível, do ponto de vista financeiro e estrutural, para as empresas disporem de uma equipe de TI em tempo integral ou para todas as tarefas. Além disso, muitas empresas estão tomando a decisão de deixar a cargo de especialistas algumas atividades para, assim, conseguir focar somente no que interessa, o seu core business.

 

MSPs Managed Service Providers

 
Para ajudar as empresas com serviços de tecnologia que os Managed Service Providers (MSPs), ou em português provedores de serviços gerenciados, se tornam tão importantes. Quer saber mais sobre esse serviço e conhecer as principais vantagens em utilizá-lo? É o que abordaremos no nosso post. Confira!

 

Managed Service Providers

As MSPs ou provedores de serviços gerenciados monitoram, supervisionam e asseguram procedimentos (tecnológicos) terceirizados durante tempo integral e de forma remota a partir de um ponto central de gerenciamento. Um exemplo disso pode ser uma empresa que possui um NOC para monitorar a infraestrutura de inúmeros clientes. Outro seria uma empresa que possui tecnologias para gerenciar rotinas de backup e atualização de software de outras empresas. Isso permite uma redução de custos ou uma maior especialização da área. Essas empresas podem ser escolhidas e contratadas de acordo com a necessidade do cliente.

Para equilibrar os custos trabalhistas, as MSPs adotam softwares de monitoramento e gerenciamento remoto. Isso torna possível a solução de problemas a distância e o atendimento de mais de um cliente de forma simultânea. Essas empresas podem oferecer outros itens, além dos informados, como aplicativos para gestão de servidores, redes, além de outras especialidades para os usuários finais das organizações.

 

Modelo do serviço

Os serviços oferecidos pelas Managed Service Providers podem ser contratados tanto a partir de um contrato mensal quanto por acionamento em caso de incidentes ou necessidade de correção. No primeiro modelo oferecido o cliente paga mensalmente uma taxa e, se existir a necessidade de acionar a empresa, não será necessário realizar pagamento adicional.

Já no segundo modelo, o investimento é realizado em caso de acionamento, entretanto é menos comum. Ao decidir acionar a MSP em caso de incidente ou necessidade de correção, o cliente precisará pagar a parte pelos equipamentos que precisarem de conserto ou troca, além das horas gastas para efetuar o serviço.

Outro cenário comum é a necessidade de pessoas terceirizadas e alocadas dentro das empresas para visar a aceleração de algum projeto, como a implantação de um sistema de Service Desk ou o monitoramento da infraestrutura de TI.

 

Especialidades no mercado

Com o crescimento das MSPs, muitas passaram a se especializar para entregar com maior qualidade um serviço. Já outras focaram no aumento do portfólio e diversificação de tecnologias.

Entre as que se especializaram, um dos caminhos foi o desenvolvimento na área de segurança. São conhecidas como Managed Security Services Providers (MSSPs) ou provedores de serviços gerenciados de segurança.

As MSSPs costumam prestar serviços no modelo 24×7 e oferecem serviços como administração de firewall a distância e disponibilização dos dados gerenciais ao cliente a partir de um portal próprio.

Além das MSSPs, surgiram as Managed Print Services Providers (MPSPs) ou provedores de serviços gerenciados de impressão. Nesses a empresa se assegura de que equipamentos de impressão e seus suplementos estarão próprios para a utilização. Neste modelo as empresas têm como benefício a ausência da necessidade de imobilização de capital para aquisição de equipamentos.

 

Vantagens

Ao adotar os serviços de MSPs as empresas não precisam se preocupar em ter uma equipe de TI em tempo integral e, ao mesmo tempo, ao necessitarem de assistência técnica especializada, poderão acionar a empresa contratada.

Além da redução de custos, a vantagem em utilizar esse serviço é a segurança. MSPs podem assegurar que backups de segurança de dados serão realizados e atualizações de softwares e sistemas operacionais, por exemplo. Managed Service Providers também melhoram a experiência do usuário ao se responsabilizarem pela integridade de softwares e hardwares.

Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados ao escolher o prestador de serviços, pois existem muitas empresas que acabam prestando um serviço de baixa qualidade. Por isso, é bom ler com bastante atenção as clausulas contratuais e os acordos de níveis de serviço garantidos pelo prestador.

 

Exemplos de Managed Service Providers

Como exemplos de organizações que prestam esse serviço no Brasil podemos citar: Accenture, Capgemini,
Dedalus, Stefanini, TOTVS e Cimcorp. A OpServices possui MSPs que são parceiros estratégicos: a Interop (Rio Grande do Sul), a ProAtive (São Paulo) e ForceOne (Minas Gerais).

Estas empresas são as mais conhecidas, entretanto existem diversas outras opões disponíveis no mercado. Em nossa página de parceiros, disponibilizamos uma lista de empresas, em todo o Brasil, que estão capacitadas a implantar o nosso sistema de monitoramento de infraestrutura, o OpMon.

Managed Service Providers são capazes de assegurar a segurança dos dados ao realizar backups, manutenção preventiva, atualização de sistemas operacionais e diversas outras ações, além de manter a empresa tecnologicamente não defasada. Para saber mais sobre nossos conteúdos, siga nossa página no LinkedIN!