Ferramentas de BI X OpMon Dashboards: Quais as principais diferenças?

Muitos profissionais tem chegado até nós com o objetivo de monitorar e visualizar indicadores de negócios, a partir da nossa solução OpMon Dashboards. Acostumados com ferramentas de BI (Business Intelligence), que tem por objetivo analisar dados do negócio, encontram dificuldades em entender o conceito desenvolvido por nós, uma vez que o OpMon Dashboards trabalha de forma diferente, pois tem origem em uma solução de monitoramento de infraestrutura de TI. Ou seja, existem semelhanças entre os dois tipos de soluções, porém é como comparar coisas que funcionam a partir de uma lógica diferente. Apesar disso, o resultado muitas vezes pode ser parecido.

 

O gerenciamento de TI com o OpMon é realizado via checagens proativas que permitem monitorar desde a disponibilidade e indicadores-chave de qualquer tipo de equipamento físico ou virtual (roteadores, servidores, máquinas industriais, entre outros) até sistemas críticos ao negócio, como sistemas de ERP, Banco de Dados, CRM, Emissão de NFe. Os dados são coletados por padrão via agentes pré-configurados (protocolo SMNP, SQL, WMI, SOAP, etc.) ou agentes customizáveis. Este último variando de acordo com o ambiente do cliente e de seus objetivos, sendo um trabalho exclusivamente consultivo. Qualquer tipo de dispositivo, equipamento ou sistema pode ser monitorado desde que gere algum tipo de dado.

A partir disso, notamos que a coleta de informações funciona de forma diferente. O BI realiza a importação de dados através da consolidação das informações a partir de uma base de dados, como arquivos TXT, XLS, Banco de Dados SQL, etc. Ou seja, é focado no monitoramento histórico, sem guardar dados.

Já o OpMon, por realizar o monitoramento proativo (podendo ser de 1 em 1 minuto até de 5s em 5s), permite o acompanhamento em tempo real de todos os dados da infraestrutura, aplicações e sistemas das organizações. Além disso, guarda todos os dados em sua base, o que possibilita a apresentação de relatórios complexos como baseline, por exemplo.

 
Business Intelligence

 
As ferramentas de BI do mercado, como o QlikView, possuem uma biblioteca robusta para elementos gráficos, geralmente posicionados via drag&drop dentro de um sistema de visualização em Canvas. Isso permite inúmeras possibilidades para visualização, porém torna o processo um pouco complexo e com uma curva de aprendizado considerável. A importação dos dados mais complexos necessita de um analista de negócios que, de forma customizada, identifica as formas de captação dos dados a partir dos requisitos dos clientes. No QlikView, ou na maior parte das soluções de BI mais robustas, esses dados podem ser importados, também, via código para a coleta de dados complexos através de regras ou plugins e agentes.

Um dos diferenciais do OpMon Dashboards é a possibilidade de gerar alarmes a partir de thresholds. Além de criar regras com cores de criticidade (ok, warning, critical), permite definir cortes de alertas quando os indicadores estiverem abaixo do acordo de nível de serviços (SLA). Essas notificações podem ser via plataforma, e-mail, SMS, alertas sonoros, entre outras formas a serem customizadas.

 

Dashboard - Monitoração de SiTef

OpMon Dashboards: Monitoração de SiTEF

 
Entre os maiores diferenciais do OpMon Dashboards sobre as ferramentas de Business Intelligence está a possibilidade do acompanhamento do histórico ao longo do dia (sem a necessidade de consolidar dados), a criação de gráficos de previsão futura (via algorítimo HoltWinters, o mesmo utilizado na previsão do tempo) e a definição de regras para cortes de tempo que são funcionalidades de plataformas de monitoramento e que não existem no Qlikview, por exemplo, que é um visualizador de dados complexos.

Enfim, as soluções de BI são muito boas quando a área de negócios ou de TI das organizações sabem o que querem e, principalmente, quando já conseguem tomar ações a partir das informações coletadas. Porém esse é o cenário que menos encontramos. Na maioria das vezes temos que estimular esse tipo de amadurecimento nos nossos novos clientes. O OpMon Dashboards é um canal de comunicação efetivo para conectar a área de TI e infraestrutura com a área de negócios, dando a viabilidade do que acontece na organização para todas as áreas da empresa. O resultado é a possibilidade de antecipação aos problemas e tomada de decisão mais ágil.

 

Dashboard - Painel Financeiro

OpMon Dashboards: Painel Financeiro

 

Modelos de dashboards, segmentado por vertical de mercado

Para saber mais sobre a plataforma de construção de dashboards do Opmon, clique aqui e visualize alguns examplos de dashboards desenvolvidos por nós e por alguns de nossos clientes para agilizar a tomada de decisão.

 

Tópicos relacionados

Afinal, para que serve um dashboard?
Dashboards: o protocolo de comunicação entre CEO e CIO
Entenda a importância dos dashboards para as empresas de tecnologia