Quais as principais características de um bom gerente de TI?

Por: Pedro César Tebaldi Gomes em 27.06.2019
Características de um bom Gerente de TI

Profissão valorizada, perspectiva de crescimento e boas oportunidades batendo às portas. Esse é um cenário perfeito para qualquer profissional que deseja se tornar um bom gerente de TI.

De modo geral, a área da tecnologia da informação apresenta um horizonte de ótimas perspectivas e, com isso, grandes responsabilidades. Cada vez mais as empresas têm apostado em dar mais espaço para a área de TI, e muitas delas têm feito da área de tecnologia o seu carro-chefe.

Assim, o gerente de TI, há alguns anos relegado à área técnica, se tornou um cargo estratégico, com assento na mesa de reuniões em que as decisões são tomadas.

Hoje vamos citar quatro dicas essenciais que todo bom gerente de TI deve seguir para poder prosperar. Boa leitura!

 

Características de um bom Gerente de TI

Além do arcabouço técnico, cada vez mais as softskills são valorizadas para os cargos de decisão. Entre elas, algumas das mais valorizadas são: capacidade de liderança e de escutar seu time, análise de resultados e o interesse e a curiosidade para ficar sempre atualizado. Acompanhe em detalhes cada uma dessas skills.

 

1. Liderança

Como gerente de TI, você vai liderar um time que terá que lidar com pressão por resultados, cobrança pela boa execução de serviços e desenvolvimento de novas ideias. Bons gestores podem até saber lidar bem com algumas situações, entregar projetos no tempo determinado e conseguir otimizar os processos internos.

No entanto, é preciso ter confiança total da equipe para ser um bom líder. Os resultados só acontecem como o planejado se o time sentir que faz parte de uma missão com um objetivo bastante claro.

Para isso, seja parceiro, procure entender e resolver os problemas dos seus colaboradores, tenha bom senso ao cobrar rendimento de cada um e nunca deixe de escutar o que os seus funcionários têm a dizer.

 

2. Análisar resultados

Na era da tecnologia, métricas de TI e metas são dois dos principais conceitos que orientam uma empresa. Elas servem como baliza para validar um projeto que está no caminho certo e também como um sinal para a correção de rota.

O gerente de TI deve saber identificar, por meio das métricas de seus produtos, se um serviço está funcionando da forma como deveria ou não. E o principal: saber como agir preventivamente quanto a um problema.

 

3. Escutar funcionários e clientes

Como dissemos no início deste texto, o gerente de TI, hoje, é um profissional bastante diferente do que já foi. Se, há alguns anos, o seu contato era predominantemente com as máquinas, com a valorização do posto e da área de tecnologia como um todo, agora ele passou a ter que se relacionar mais com as pessoas. E isso inspira uma série de mudanças de hábito.

A principal delas é ouvir tanto os funcionários como os clientes. De um lado estão os profissionais que botam a mão na massa e têm sugestões de como melhorar o produto e o ambiente na empresa, por exemplo. Do outro estão os consumidores, que usufruem dos produtos e podem colaborar para sua melhoria. Faça do feedbackuma ferramenta de trabalho.

 

4. Estar sempre atualizado

Pode parecer óbvio, mas não custa lembrar: esteja sempre atualizado quando o assunto se relacionar à sua área. Isso interfere diretamente no resultado que você apresentará à sua empresa porque é desse acompanhamento que sairão novas ideias, contatos e soluções.

Para isso, leia papers da área e blogs sobre tecnologia, acompanhe o mercado e o surgimento das novas empresas, não perca de vista os profissionais de destaque e os projetos em que eles estão envolvidos.

Dashboards para Gestão à Vista

Gostou do conteúdo do nosso artigo? Então compartilha nas redes sociais ou deixa um comentário abaixo!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA
NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos