Cloud: IaaS, PaaS, SaaS

 

O que é XAAS (EAAS), SaaS, IaaS ou PaaS?

Muita gente fica na dúvida e perdido diante de uma imensa sopa de letrinhas que invade o mundo da informática. O mais legal, no entanto, é que provavelmente você já conhece e até usa tudo isso, só não fez as correlações da maneira certa. Pois é hora de deixar essas dúvidas de lado. Confira, abaixo, o que são e a aplicabilidade de cada uma dessas siglas:

 

XaaS ou EaaS: tudo agora virou serviço

O nome é explicativo: everything as a service ou enterprise as a service (XaaS, ou EaaS). As siglas traduzem um conceito e uma tendência em TI nos últimos anos que é transformar produtos em serviços. Hoje em dia, um software não precisa ser somente vendido, pode também ser alugado em forma de pacotes de serviços com diversas funcionalidades agregadas. Tudo é feito sob medida para cada cliente, dando mais valor ao suporte técnico e às atualizações.

O famoso cloud computing ou a armazenagem nas nuvens é um ótimo exemplo de XaaS. As empresas começaram a adotar quando perceberam que essa infraestrutura compartilhada permitiria reduzir custos e tornar o processo mais eficiente. Afinal, não precisam mais investir alto em equipamentos, mão de obra ou licenças caras. É mais vantajoso comprar um pacote personalizado e pagar apenas pelo que vai usar. O fato de tudo estar virando serviço é a essência do que representa o XaaS, pois ele engloba todos os outros conceitos que vamos explicar a seguir.

 

SaaS: software on demand

Significa software as a service ou software como serviço e surgiu justamente com a necessidade das empresas em ter programas feitos de uma maneira que aumentasse a eficiência e reduzisse os custos. O programa fica em um servidor remoto e não é instalado na máquina do usuário, essa é a principal característica. Se a empresa usa computação nas nuvens e roda um programa online, ela faz uso do SaaS. O mais interessante é que pode ser um serviço gratuito também. O Office 360, o PDF convert online e serviços de webmail são alguns exemplos de SaaS e que provavelmente você já usou.

Qual a aplicabilidade? Quem usa sabe bem das vantagens. Mesmo que seja pago, esse tipo de comercialização permite contratar somente o que vai usar, evitando altos gastos com licenças. É como se o software fosse alugado e não precisasse mais ser comprado. A hora que não precisar mais dele é só cancelar o serviço.

Um exemplo de SaaS desenvolvido pela OpServices é o FiveMetrics, uma solução para monitoração e visualização de métricas da AWS.

 

IaaS: infraestrutura também pode ser um serviço

Aqui é o mesmo princípio do software, mas como a infraestrutura de informática. No IaaS, ou infrastructure as a service, o usuário não vai comprar equipamentos, mas fazer uso de um data center de maneira remota. Então, se na sua empresa vocês têm, por exemplo, um servidor que fica fora e é usado a distância, tudo indica que você se serve de um IaaS. Um exemplo muito comum é a infraestrutura disponibilizada pela Amazon AWS. A vantagem? A segurança é uma delas. Guardar os dados da empresa em um servidor remoto é uma maneira de garantir que os dados não vão se perder em caso de um desastre físico. Também há redução de custos, pois não será necessário investir em servidores robustos, além de poder contratar exatamente a capacidade que vai fazer uso, nem mais nem menos.

 

PaaS: plataforma como serviço

Vamos dar um passo adiante e falar do PaaS, ou platform as a service, que significa uma plataforma inteira contratada em face de uma empresa provedora. Se a empresa deseja desenvolver um novo aplicativo, por exemplo, pode usar esse espaço para criar e testar, sem ter que se embrenhar pelo mundo complexo e altamente custoso dos softwares de desenvolvimento.

Todas as ferramentas, aplicativos e base de dados serão rodados em um espaço específico. A aplicabilidade? Permite ao cliente ter uma plataforma completa de software, hardware e aplicativos sem precisar investir muito.

 
FiveMetrics - Aws Metrics

 
Viu que muitos desses conceitos já são bem familiares? Então da próxima vez que você se deparar com siglas desse tipo por aí lembre-se de voltar aqui e reler nosso post!

Artigos relacionados: Software as a Service (SAAS) ou instalado na própria infraestrutura?