Entenda aqui como funciona o Azure Monitor

Por: Pedro César Tebaldi Gomes em 17.05.2019
Azure Monitor

A Microsoft segue evoluindo e ampliando o portfólio de serviços que oferece, principalmente no segmento de cloud computing. A maioria das suas soluções é voltado para atender demandas empresariais e ajudar as organizações a superarem desafios de gestão e infraestruturas de TI.

Com o aumento de participação de mercado da sua plataforma de cloud computing chamada Azure, surgiu a necessidade de monitorar esse ambiente. Neste artigo falaremos sobre a Azure Monitor, uma ferramenta que gera métricas sobre o uso de capacidade computacional e storage da Microsoft.

 

O que é Azure Monitor?

Apesar de novo, o Azure Monitor já recebeu uma atualização e agora conta com novidades, como o Log Analytics e o Application Insights, complementando a lista de ferramentas sofisticadas que oferece para a coleta e análise de telemetria. Esses dados são fundamentais para as operações de monitoramento, controle de desempenho e disponibilidade dos recursos e aplicações hospedadas na Azure CLoud,

Resumindo, a Azure Monitor ajuda os gestores e analistas a melhor compreender a infraestrutura de TI, apontando as possíveis falhas que afetam o bom funcionamento das aplicações e oferecendo soluções para corrigi-las. Algumas dessas atividades realizadas de forma automatizada.

Com relação à sua alta aceitação pelo mercado, além das vantagens que oferece para otimizar as operações de TI de uma empresa em larga escala, os produtos e serviços da Microsoft vem ganhando um alto nível de confiabilidade por parte dos usuários. Segundo uma pesquisa realizada pela revista Fortune 500, 95% das empresas em todo o mundo dizem confiar na marca para realizar seus negócios, o que demonstra solidez no mercado.

 

Monitoramento de Infraestrutura de TI

Monitore indicadores de qualquer tipo de dispositivo com o OpMon

Conheça o OpMon

 

 

Quais são as características mais marcantes da ferramenta?

Toda ferramenta possui prós e contras e a solução para monitoramento da Azure não é diferente. A seguir, com base nas vantagens que a solução oferece, separamos as principais características da ferramenta para você conhecê-la melhor. Confira!

 

Permite monitorar aplicativos na nuvem

O Azure Monitor entrega suporte online e em tempo integral para monitorar a performance das aplicações, bem como dos bancos de dados e outras dependências que influenciam no seu funcionamento, hospedadas na nuvem. Dessa forma, independentemente da plataforma digital adotada, é possível acompanhar a funcionalidade dos códigos.

 

Entrega boa diversidade de métricas

A ferramenta oferece métricas padronizadas e métricas personalizáveis de acordo com a necessidade individual de cada usuário. Também é possível montar um gráfico e plotar todas as métricas, padronizadas ou não, para o monitoramento e comparação em tempo real, o que amplia a visão sobre a infraestrutura digital.

Por exemplo: se a empresa tiver 4 contas de armazenamento em provedores diferentes, pode adicionar todas em um único gráfico para controlar quanto espaço é consumido em cada, conforme o tempo. Também é possível ter a soma dos espaços utilizados e disponíveis. Isso ajuda a gerenciar a distribuição de dados e de carga de trabalho entre os provedores.

 

Otimiza a análise de dados

Agora, com a integração que o Azure Monitor faz com os logs, ficou mais fácil filtrar os dados que se deseja analisar, bem como classificá-los como tendências de crescimento ou retração. Para completar, as operações de varredura para a localização de bugs (falhas de códigos), problemas de rede e erros no sistema operacional são realizadas automaticamente, informando se tais gargalos estão relacionados com outras dependências.

 

Exige baixo investimento

Até a data de postagem deste post, os preços de acesso à ferramenta erram os seguintes:

  • uso somente de métricas padrão (sem configurações): todos os modelos disponíveis gratuitamente;
  • uso de métricas personalizáveis: R$ 0,96 por megabyte utilizado, de 150 MB a 100 GB por mês;
  • uso de métricas personalizáveis: R$ 0,56 por megabyte utilizado, de 100 GB a 250 GB por mês;
  • uso de métricas personalizáveis: R$ 0,23 por megabyte utilizado, acima de 250 GB por mês.

Empresas que fornecem serviços online e mantêm uma infraestrutura de TI robusta hospedada na nuvem demandam controle rigoroso dos recursos, mas devem buscar por alternativas que equilibrem custos com eficiência. O Azure Monitor é um exemplo disso. Então, aproveite a novidade para otimizar as operações do seu negócio.

Caso deseje monitorar infraestruturas mais complexas, que façam uso da nuvem e também de ambientes On-Premise, recomendamos o OpMon, a plataforma brasileira líder em monitoramento. Monitoramos mais de 300 mil indicadores em clientes de grande porte em todo o país!

Monitoramento de infraestrutura em Cloud

A OpServices é uma empresa referência no ramo de soluções para monitoramento da infraestrutura de TI e do negócio. Gostaria de conhecer melhor os nossos serviços? Basta entrar em contato conosco.

Gostou das dicas? Siga a OpService nas redes sociais agora mesmo e fique por dentro do assunto. Estamos no YouTubeFacebookLinkedIn e Twitter!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA
NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos