WMI (Windows Management Instrumentation)

Gerenciamento de dados em um contexto corporativo pode ser um grande desafio quando se desconhece as ferramentas apropriadas para a tarefa. A Microsoft, que é líder na indústria de computadores, tem disponibilizado, ao longo dos anos, aplicações e tecnologias que facilitam a vida do usuário que necessita gerenciar dados e processos empresariais.

 

WMI - Windows Management Instrumentation

 
Nesse campo, uma das soluções da gigante de Bill Gates que você precisa conhecer é o WMI, já ouviu falar? Se não conhece, nesse post vamos esclarecer ao leitor o que é WMI, elucidando as formas de aplicação dessa ferramenta Windows. Preparado? Então vamos lá!

 

O que é WMI, de fato?

WMI é a sigla para Windows Management Instrument. Ou seja, trata-se de especificações para consolidação do gerenciamento de dispositivos e aplicações em rede corporativa Windows Server.

Essas especificações vêm de fábrica nas versões W10, W8, Millennium, 2000, XP e Server 2003 do Windows. Para sistemas anteriores, como o Windows 98 e o NT 4.0 ele pode ser baixado e instalado.

Esse conjunto de especificações WMI foi criado para que seja o padrão da indústria. Dessa forma, por meio dele tornou-se possível para os administradores de sistemas o gerenciamento de dispositivos e aplicações de vários outros fabricantes além da Microsoft.

Para isso, WMI foi construído com base em CIM, ou Modelo de Informação Comum, que é o padrão da Indústria para o reconhecimento desses dispositivos e apps. Provedores WMI serão os agentes intermediários do seu sistema Windows com os periféricos e seus drivers, bem como com os softwares e outros sistemas. Por isso, as ferramentas administrativas, que fazem o trabalho de gerenciamento do seu Windows, funcionam com WMI.

 

Em que casos seu uso é recomendado?

Conforme se vê, WMI é para o uso corporativo. Por meio dessa ferramenta, o usuário poderá gerenciar estações de trabalho e monitorar diferentes setores e processos em sua rede. Ele é utilizado, via de regra, em aplicações baseadas em Windows e seu enfoque recai sobre scripts administrativos e aplicações corporativas.

Na sua empresa, ele servirá para autorizar tarefas em dispositivos e computadores remotos, funcionando também com base no WinRM, que é o serviço de Gerenciamento Remoto do Windows.

Ele pode também fornecer dados de gerenciamento para outros setores do seu Windows S.O, como o System Center Operations Manager. Você poderá usar o WMI para realizar diagnósticos e monitoramentos no Windows. A instrumentação é exposta pelo WMI no tempo de execução.

 

Como ele contribui para o gerenciamento de dados?

Com o WMI, o usuário tem acesso às configurações gerais de sua rede, tanto dos itens de segurança do sistema como das propriedades do mesmo, podendo gerenciar acesso de usuários e unidades. Além disso, essa solução também torna possível o agendamento de processos e backups de repositórios de objetos.

Em nosso mercado, utilizamos diversas formas de acesso às informações para realizar o monitoramento de infraestrutura e sistemas, como por exemplo o protocolo SNMP. Para servidores windows a forma de acessar suas informações é por WMI. O OpMon, nosso software de monitoramento de infraestrutura de TI, monitora via modelos informações como SystemOS CPU, PageFile, Process, Physical Disk Count e Service dos servidores Windows.

 

Conheça o OpMon para monitoramento de TI

 
E você, o que achou dessas informações fresquinhas sobre essa tecnologia da Microsoft? Entendeu o que é WMI? Então compartilhe esse artigo em suas redes sociais, assim poderá ajudar seus contatos a dominarem esse assunto também!