Conheça 5 métricas importantes para a área comercial/marketing da sua empresa

Avaliar se as ações implantadas em uma empresa de tecnologia são adequadas é fator essencial para que ela gere lucro e se torne próspera no mercado, mesmo em tempos de crise. Para saber se a sua organização está no caminho certo, é preciso acompanhar com frequência suas métricas, em especial 5 delas, que foram descritas ao longo deste post. Conheça agora quais são elas e entenda porque avaliá-las trará benefícios ao seu empreendimento!

 
métricas importantes
Acompanhamento de indicadores de vendas com dados de múltiplas fontes em tempo real

 

1. Lifetime Value (LVT)

O Lifetime Value ou Tempo de Vida do Usuário, como também é conhecido, é uma métrica que visa encontrar o valor de um cliente por meio dos serviços que ele utiliza em uma determinada empresa. Ao encontrar os números referentes à rentabilidade do consumidor, é possível avaliar o quanto gastar e como gastar com ele, favorecendo a redução de custos e otimizando os resultados da organização. Desta forma, você consegue calcular o quanto aquele cliente rende a você em um relacionamento duradouro.

Para fazer o cálculo dessa métrica, é preciso encontrar o Tempo de Vida (TV) do comprador, isso é, quanto tempo ele é cliente da empresa; o valor do Ticket Médio (TM) gasto por ele em uma compra; e a Quantidade Média de Vendas por Cliente (QMVC), que mostra quantas compras um consumidor realizou durante um período (para encontrá-la, divida o total das vendas do tempo avaliado pelo número de clientes). Desta forma:

 

LTV = QMVC x TM x TV

 

2. Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

Uma das métricas mais utilizadas para avaliar a viabilidade de um empreendimento é o CAC. Com ela é possível saber quanto uma empresa gasta para que um lead se transforme em um cliente. Conhecê-la permite à empresa verificar se os gastos que ela tem para conquistar um consumidor não são maiores do que a lucratividade que ele oferece em suas compras.

Para encontrar o CAC, some todos os gastos em um determinado período para a captação de novos clientes (com comunicação, marketing, equipe de vendas, desenvolvimento de produtos, etc.) e divida o montante pela quantidade de consumidores efetivados. O parâmetro para definir se o resultado encontrado é bom ou não, é o valor da Lifetime Value. O CAC deverá ser de 2 a 3 vezes menor para que a empresa constate que está no caminho certo!

 

3. Índice de Cancelamento

O Índice de Cancelamento ou Churn Rate, é a métrica que permite a uma empresa identificar qual a média de rescisões contratuais de seus clientes. Para encontrá-la, divida o número de cancelamentos de um serviço pelo número de usuários ativos em um determinado período. Quanto menor for o resultado, melhor será a avaliação das estratégias da empresa para a retenção de clientes.

 

4. Receita média paga por usuário

Para saber qual será a sua lucratividade com o cliente durante o período em que ele se relaciona com a sua empresa, você deverá usar a métrica de receita média paga por usuário. Para encontrar esse número, ache o valor total gasto pelos clientes em um período e o divida pelo número total de consumidores. A resultante informará qual a lucratividade gerada por cada comprador, o que permitirá avaliar e desenvolver novas estratégias para aumentar os lucros.

 

5. Taxa de Conversão (TC)

A Taxa de Conversão diz respeito ao número de clientes que compraram em um site (conversão) em relação ao tráfego gerado na página. Calculá-la é fácil, basta somar o total de visitas e dividir o valor encontrado pelo número de vendas. Ao avaliar os dados encontrados, será possível fazer ajustes em uma página de negócios para identificar se os internautas que nela navegam estão gerando cadastros e compras ou se estão sofrendo dispersões que os têm impedido de finalizar uma aquisição.

 

E depois? Qual o próximo passo após medir os indicadores?

Uma das formas que a OpServices sempre indica para os executivos das empresas é lançar mão de dashboards para tomar decisões em tempo real. Os dashboards são painéis visuais preparados para serem facilmente compreendidos, através de indicadores que resumem os principais processos da organização.

 
Leia também: Gestão à vista e o monitoramento dos processos de negócios em tempo real.