Modelos de computação em nuvem: conheça os principais

Por: opservices em 23.02.2018
Modelos de computação em nuvem

Muito ouvimos falar que a computação em nuvem é o futuro e que daqui a alguns anos as pessoas não gastarão dinheiro em um computador bom para suas casas e empresas, elas contratarão serviços na nuvem para suprir suas necessidades e deixar toda a parte chata de cuidar do computador nas mãos de grandes empresas como Google, Microsoft e Amazon.

Apesar de estar correta, essa afirmação possui um erro grave. A computação em nuvem não é o futuro, ela é o presente. Muitas empresas já usam esse tipo de serviço. Conhecer as possibilidades que existem pode ajudar a escolher o serviço ideal para você.

Quando falamos de computação em nuvem existem três grandes vertentes: software como serviço (SaaS), infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS). Apesar de sutis, existem diferenças entre essas três modalidades.

 

SaaS

Esse é o modelo em que o software está hospedado em um servidor e, em vez de pagarmos licenças pelo software completo, que muitas vezes possui várias funcionalidades que nunca vamos utilizar, pagamos pelo quanto utilizamos dele. Um exemplo clássico é o Google Drive ou o SalesForce.

 

IaaS

Esse modelo faz muito sucesso nas empresas. Em vez de possuir um servidor próprio em suas instalações, a empresa contrata esse tipo de serviço na nuvem, por exemplo, utilizando o Amazon AWS, pelo qual se pode ter servidores de dados ou processamento por preços superacessíveis.

É importante ressaltar que os preços de utilização de infraestrutura possa parecer barato, dependendo do perfil de uso essa conta pode sair bastante cara e levar as empresas a buscar novas alternativas. Existem um série de variáveis para calcular se a AWS é a escolha correta, mas nesse post você pode conhecer principais serviços da AWS!

 

PaaS

Esse último modelo é menos popular, mas garante que tenhamos um serviço mais personalizado e fácil de configurar. Às vezes precisamos de funcionalidades muito específicas, em que um serviço SaaS não será suficiente para suprir nossas necessidades. Por isso contratamos um serviço de plataforma, tendo a liberdade para fazer algumas personalizações no software e deixá-lo com a cara que precisamos. Para esse tipo de serviço temos o Google App Engine.

Vantagens dos modelos de computação em nuvem

Agora sabemos que existem três principais modalidades de computação em nuvem e quais são elas, mas qual é a vantagem de colocar um serviço tão importante para a minha empresa nas mãos de outra empresa? Por que eu simplesmente não compro um servidor e o coloco no meu escritório? Dessa forma tenho certeza de que ninguém teria acesso àquelas informações.

A verdade é que existem inúmeras vantagens para utilizar a computação em nuvem, e algumas delas são:

  • Na grande maioria das vezes, com o preço de um servidor você consegue contratar um serviço em nuvem por anos e, quando precisar atualizar o servidor, basta um clique, em vez de um upgrade físico na máquina.
  • As empresas de computação em nuvem tomam a incumbência de fazer backups para você e garantir a estabilidade do seu serviço.
  • Você paga pelo que consome, logo não precisa comprar uma megamáquina porque sua demanda vai aumentar daqui a seis meses; você aumenta o processamento à medida que precisa.
  • Caso você tenha um pico de acesso, o serviço na nuvem escala automaticamente, garantindo a qualidade de acesso ao usuários.
  • Você tem acesso aos seus serviços na nuvem de qualquer lugar.
  • É fácil compartilhar o seus dados e serviços com outros.

A lista completa é muito maior, mas acredito que estas já sejam vantagens suficientes para você começar a entender que a computação em nuvem é o presente e o futuro.

 
FiveMetrics - Aws Metrics

 
Então, se a sua empresa ainda não está usando os serviços na nuvem está ficando para trás e é hora de tomar uma atitude para não deixar que o futuro chegue enquanto você ainda está no passado.

E aí, gostou de conhecer os principais serviços da computação em nuvem? Espalhe conhecimento, compartilhe este post nas suas redes sociais!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

JUNTE-SE À NOSSA LISTA E RECEBA
OS NOSSOS CONTEÚDOS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos