Retorno sobre investimento (ROI) para projetos de TI

Return on investment, retorno sobre investimento ou, simplesmente, ROI é uma das medidas mais simples para calcular se vale a pena aplicar seu dinheiro em um negócio. Neste artigo vamos aprender o que é ROI, como fazer seu cálculo e entender por que essa métrica é tão relevante para empreendedores. Acompanhe!

 

ROI - Retorno sobre investimento

 

O que é o retorno sobre investimento?

O retorno sobre investimento é um conceito financeiro que mede a lucratividade mediante a um valor injetado na empresa. Embora sempre ouçamos falar em ROI no contexto corporativo, esse termo de negócios poderia ser aplicado mesmo a uma simples caderneta de poupança. ROI é a relação entre o que você ganhou ou perdeu e o montante investido.

Quando sua empresa investe em um determinado bem, espera receber retorno em lucro. O ROI desse investimento — seja ele feito em equipamentos, ações de marketing ou inventário — é a medida que determina o benefício obtido. Da mesma forma, o recurso que você dedica a um empreendimento também pode ser aferido. Um bom ROI significa que o dinheiro que você colocou numa determinada empresa está gerando retorno.

Nos projetos de TI, seja em investimentos de aquisição de software ou hardware, a definição de expectativa ou cáculo posterior e quanto se obteve de ROI pode ser bastante complicado. Isso acontece pois os custos envolvidos (TCO) podem ser bastante nebulosos.

 

Como calcular o ROI?

Existem vários métodos para calcular o ROI. O mais usado é bem simples. Para descobrir o ROI tudo que você precisa fazer é subtrair seu investimento inicial dos lucros e dividir tudo isso pelo mesmo investimento inicial.

A partir daí, basta multiplicar por 100 para obter o mesmo valor em porcentagem. Fica mais ou menos assim:

ROI = (lucro – investimento / investimento) x 100.

Digamos que, no início de sua companhia, você investiu R$2000. Ao longo de seis meses, o negócio rendeu, para você, R$3000. Seu ROI no período foi, então, 50%. Mas o que isso significa?

Quer dizer que sua fatia do negócio ofereceu um lucro de 50%. O que às vezes complica o cálculo do ROI em alguns investimentos, como na TI, é a dificuldade de obter números precisos. Mas há métodos que podem minimizar esse tipo de dúvida e facilitar o cálculo desse retorno.

 

O ROI deve ser a única métrica a se considerar?

Negativo. Embora o ROI seja uma medida de sucesso, negócios são mais complexos que isso. No começo da nossa conversa usamos a aquisição de equipamentos e bens como exemplo de um dos investimentos em que pode ser calculado o ROI.

Todavia, esse tipo de investimento envolve outras variáveis que são tão importantes na tomada de decisões quanto o retorno em si. Quando você compra um equipamento, ele provavelmente será utilizado para produzir valor. Seja um computador ou máquina, sua aquisição está condicionada à geração de lucros. Entretanto, bens como esses sofrem um efeito conhecido como depreciação. Além disso, estão sujeitos a outros detalhes que afetam seu rendimento, como manutenções ou mesmo a obsolescência.

Portanto, ainda que o ROI seja uma medida relevante, não deve ser a única a se considerar pelo empreender. O que o ROI faz muito bem é calcular a lucratividade.

Para outras necessidades, como neste exemplo da compra de equipamento, o TCA (Total Cost of Aquisition, ou Custo Total de Aquisição) pode ser uma métrica melhor. Principalmente se durante seu cálculo também for considerado o ROI. Na área de TI, outra métrica bastante utilizada é o custo de propriedade, pois envolve todos os custos relacionados a determinado investimento (treinamento, salário da equipe envolvida, horas despendidas, custo por posição, etc.).

Entender o que é retorno sobre investimento e como calculá-lo é fundamental para empreendedores, mas existem vários outros indicadores de performance financeiros relevantes na tomada de decisões. Curta o Facebook da OpServices ou nos siga no Twitter para conhecer um pouco mais de cada um deles e ter inúmeras dicas para sua gestão!