Virtualização ou computação na nuvem: qual adotar?

Por: Pedro César Tebaldi Gomes em 16.04.2015
Virtualização ou computação em nuvem

Administrar uma empresa não se resume a tomar decisões estratégicas e organizar projetos atrás de uma mesa. É preciso conhecer os processos da companhia, entender as demandas dos funcionários e estar sempre atento aos avanços tecnológicos que podem beneficiar o ambiente de trabalho.

Uma das discussões que os decisores do negócio têm encarando atualmente se refere às questões da Tecnologia da Informação. Escolher entre a virtualização ou computação na nuvem tornou-se uma questão que vai além de uma estratégia da área de tecnologia, pois atinge tanto os custos operacionais, que podem impactar no negócio, como também a segurança de informações estratégicas. Veja abaixo algumas dicas para escolher a solução que melhor se encaixa na realidade da sua empresa!

 

Virtualização

Este processo tecnológico pode ser resumido (bem resumido mesmo) na ação de um software que cria infraestrutura virtual a partir de uma estrutura física. É isso que permite a realização de processos na nuvem, por exemplo. Este processo permite que uma mesma máquina consiga executar sistemas operacionais diferentes e outras ferramentas de forma simultânea. Esta tecnologia reduziu os custos em TI e ajudou a melhorar a eficiência dos computadores das companhias.

Por dar suporte à criação de um ambiente na nuvem, muitas vezes a virtualização é confundida com cloud computer storage, porém é importante saber que ela dá suporte à criação de uma “nuvem particular” e isso a difere de um serviço terceirizado de armazenamento na nuvem.

Antes de sair gastando com soluções de tecnologia é melhor analisar quais são as reais necessidades de sua empresa. Procure saber quais são as prestadoras deste tipo de serviço em sua região e veja qual o suporte técnico oferecido. Lembre-se de que quanto maior o desafio na integração dos sistemas, maior será o gasto!

 

Computação na nuvem

Terceirizar o serviço de armazenamento de informações também pode ser uma boa saída para sua empresa. Muitas preferem adotar este tipo de procedimento do que investir na virtualização. Trata-se de uma escolha que vai de acordo com o perfil da companhia: quem preza pelo alto sigilo e controle das tecnologias da informação vai preferir a virtualização, mas quem confia nos (bons) serviços de armazenamento terceirizados, como o Amazon Web Services (AWS), também não fica para trás.

A nuvem tem suas vantagens, como o pagamento de acordo com o uso, a manutenção despreocupada, já que este serviço fica por conta da empresa que oferece o serviço. Além disso, a rápida instalação e a possibilidade de expansão ou redução de uso fazem da computação na nuvem uma opção altamente customizável e alinhada com o orçamento de cada empresa.

Para contratar um servidor de nuvem verifique sua reputação na rede, veja se a solução apresentada já é utilizada em alguma outra empresa que tenha alguma relação com a sua para buscar recomendações, certifique-se de que o plano oferecido cobre todas as necessidades e que as ferramentas utilizadas sejam compatíveis com os softwares e hardwares mais utilizados.

Se você ainda não conseguiu se decidir, tenha calma! Melhor do que escolher de acordo com as características do serviço é selecionar aquele que seja perfeito para sua empresa. Analise com cuidado questões de orçamento, demanda e complexidade e tenha em mente que ambos os serviços irão colocar sua companhia em sintonia com as novas tecnologias!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA
NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos