Como convergir a estratégia de TI com a estratégia de negócio?

Por: opservices em 23.04.2014

Dicas para uma estratégia de TI mais eficiente

O alinhamento estratégico entre as diferentes áreas é um desafio para a maioria das empresas. Os objetivos da área de negócios, que é o principal foco das empresas, nem sempre estão enraizados como elementos norteadores nos objetivos das outras áreas, como a TI, por exemplo.

A principal dificuldade é que não existe um entendimento correto do papel da área de tecnologia nas organizações modernas. Mesmo empresas grandes ainda acreditam que o papel da TI seja o de resolver problemas, quando ocorrem, e o de dar sustentação aos sistemas da empresa. Esta definição além de incompleta é incorreta, pois o papel de resolvedor de problemas não é mais uma opção para empresas que brigam em mercados competitivos.

 
Estratégia de TI

Como mostramos neste post, a TI reativa, que só resolve os problemas no momento em que eles acontecem, não tem mais espaço e, embora este seja o cenário mais comum, precisa se reinventar para manter competitividade. Além de prever os problemas e resolvê-los antes que eles aconteçam, o setor de tecnologia precisa dialogar com a área de negócios. A resolução de problemas, ou mesmo a sua prevenção, não pode ser o objetivo final. É preciso que a TI participe da área de negócios entregando inovações e melhorias através da tecnologia.

O papel da inovação dentro das empresas acaba sendo executado pelos colaboradores com espírito empreendedor e que geralmente possuem uma visão mais focada em negócios. A área de TI, por causa da grande quantidade de demandas do dia-a-dia, acaba não vestindo o chapéu da inovação. Embora isso pareça uma contradição, a verdade é que a grande maioria das organizações possuem setores de TI que apenas dão sustentação aos processos existentes. A maioria dos CIOs não provocam a pergunta: “o que a TI fará este ano para gerar mais negócios para a organização?”.

Esse problema sempre foi detectado na nossa experiência com projetos de gerenciamento de TI. Muitos dos decisores, das empresas de grande e médio porte, não conseguem nem fazer cálculos simples de retorno do investimento (ROI). Embora esse cálculo muitas vezes não seja tão fácil ou este número tenha uma margem de erro grande, é importante fazer este exercício principalmente para gastar energias nas métricas realmente importantes.

Uma das causas deste problema sempre foi que os decisores de tecnologia vinham da área técnica. As empresas não buscavam profissionais com perfis que alinhassem negócios e tecnologia. Isso tem mudado e entre as tendências para os próximos anos está a reformulação da função de CIO (Chief Executive Information). Uma das soluções pensadas é trazer profissionais de outras áreas para comandar o setor de tecnologia das empresas, fazendo assim com que essa cultura seja espalhada para todo o setor.

A conclusão que chegamos é que a convergência da estratégia de área de TI com a área de negócios é um desafio e tanto. A importância da tecnologia para os negócios é um fenômeno recente, pois mesmo que ela sempre fosse relevante hoje as empresas simplesmente não trabalham sem uma conexão de internet. Não existe negócios sem tecnologia no século 21 e isso ficará cada vez mais evidente. Cada empresa deve buscar a melhor forma de resolver esta questão, mas o certo ela sempre deve vir em primeiro lugar no planejamento estratégico da organização.

Leia também: Os diferentes níveis de maturidade dos ambientes de TI

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

JUNTE-SE À NOSSA LISTA E RECEBA
OS NOSSOS CONTEÚDOS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos