Entenda o funcionamento do RPA: Robotic Process Automation

Por: Pedro César Tebaldi Gomes em 23.09.2020
RPA - Robot Process Automation

A transformação digital traz grandes revoluções no mundo dos negócios e, recentemente, foi acelerada com a pandemia do Covid-19, obrigando empresas a digitalizar seus negócios e processos comerciais.

Uma das vantagens da digitalização é a possibilidade do uso de robôs para realizar tarefas repetitivas, para que assim os colaboradores humanos possam focar em tarefas que explorem a criatividade e capacidade de abstração.

Neste artigo, apresentaremos o conceito de RPARobotic Process Automation – um sistema de robô em forma de software que tem por objetivo acelerar e automatizar a execução de atividades que normalmente seriam realizadas por pessoas, liberando os profissionais para atividades de maior valor para a organização.

 

O que é RPA (Robotic Process Automation)?

O RPA é uma aplicação que automatiza processos por meio de softwares “robôs”. Sua finalidade é executar tarefas repetitivas e operacionais dentro de uma empresa. Ela realiza ações de maneira automática, sem necessidade de intervenção humana para, assim, agilizar operações e reduzir custos.

Seu funcionamento se dá por meio da “imitação” de ações humanas ao executar atividades em um computador, como cliques, movimentos de mouse, seleção de objetos, abertura de arquivos, etc. Dentre as ações que ele executa, podemos citar:

  • Navegação em softwares;
  • Ações repetitivas dentro de processos;
  • Comunicação com sistemas de clientes e fornecedores;
  • Disparo de ações como envio de e-mails;
  • Processamento de transações;
  • Manipulação de dados.

Assim, diversos processos empresariais são otimizados e a mão de obra humana pode se focar em tarefas que necessitam maior capital intelectual e criatividade. Vale destacar que o RPA é diferente de IA, pois ele automatiza ações repetitivas que não se alteram, exceto em casos raros. Já o IA tem a função de aprender e se adaptar a novas situações. Entretanto, RPA pode fazer uso de machine learning para a execução de algumas atividades.

 

Benefícios da RPA

Ao fazer uso do Robotic Process Automation as empresas reduzem custos e também evitam erros humanos, uma vez que após configurada a atividade é sempre realizada da mesma forma. Alguns softwares de automação possuem a característica de aprender novas atividades por conta própria, sem a necessidade de haver adesão de novas linhas de script por trás.

Como já citado anteriormente, a empresa também ganha maior produtividade ao atribuir tarefas repetitivas aos robôs. Considerando que ele trabalha 24×7 sem descansar, reduz riscos e retrabalhos em ações que necessitam de maior atenção e que podem ser prejudicadas pelo cansaço ou erro humano.

A flexibilidade também é uma característica que se destaca, pois o RPA é de fácil integração com outros softwares de gestão. Ao acessar os sistemas, ele executa os passos configurados em um processo sem nenhuma programação por trás. Sua configuração se dá por meio de etapas demonstrativas, isso significa que qualquer funcionário sem experiência em programação pode ser treinado para automatizar processos operacionais com o RPA.

 

Como funciona

De maneira simplificada, o RPA é baseado em scripts de computador, que automatizam tarefas e processos sistemáticos em meios digitais e buscam imitar as interações que usuários teriam com esses sistemas. O fluxo de ações da solução se dá por:

  • Entrada de dados: O robô é responsável por coletar dados e manipulá-los;
  • Integração com multissistemas: Ele se integra com diferentes tipos de sistemas, desde ERPs a sistemas de gestão financeira e navegadores. Sua atuação é imitar os comandos que um usuário normal faria no sistema em questão;
  • Performance: Uma vantagem na utilização desse tipo de robô, é que quanto maior o número de demandas, mais rápido ele as executa em comparação com um humano, pois as atividades podem ser executadas em paralelo;
  • Validação e qualidade de dados: Enquanto executa suas funções normais, em paralelo já realiza uma análise da qualidade de dados.

 

Em quais setores empresariais o RPA é usado?

Diversos setores empresariais podem se beneficiar com o uso do Robotic Process Automation, os que mais se destacam são os de cobrança e recuperação de crédito, setor jurídico e financeiro. Ou seja, atividades administrativas.

Entretanto, o RPA pode ser aplicado em qualquer outra área, como saúde, educação, marketing, atendimento, vendas, transporte, logística, viagem, tecnologia e muito mais. Ou seja, o único requisito é que a atividade que será automatizada por um robô seja toda realizada em ambiente digital. Portanto, negócios que ainda não sofreram transformação digital e que possuem maior características “offline” são menos propensos à automação.

 
Banner de Robôs para Monitoramento de Aplicação

Gostou do artigo? Então compartilha nas redes sociais, deixa um comentário e assine a nossa newsletter abaixo!

Compartilhe:

Posts Relacionados

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA
NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos