A Tecnologia da Informação, ou TI, é o conjunto de processos e recursos executados/disponibilizados por dispositivos eletrônicos, e já se tornou parte essencial da vida moderna. Na nossa vida pessoal, no local de trabalho e até nos serviços públicos, diversas tarefas são realizadas exclusivamente através do uso de computadores. A sociedade como um todo se rendeu às facilidades trazidas pela TI. Todos os processos foram facilitados e se tornaram muito mais ágeis do que no passado.

 

TI Verde

 

Dessa forma, as empresas, ao perceberem que as suas informações de negócios, recursos humanos e finanças, entre outras, são valiosas e precisam ser interpretadas, passaram a investir em soluções de TI para um gerenciamento de dados com mais eficiência e segurança. Entretanto, o crescente desenvolvimento de dispositivos físicos (as máquinas em si, o hardware), trazem consigo preocupações e questionamentos quanto aos impactos ambientais que causam.

A TI Verde é conceito que visa resolver essa questão, através da eliminação ou diminuição dos impactos ambientais causados pela produção e descarte desses dispositivos na natureza. Esse interesse pela tecnologia sustentável tem aumentado devido aos recorrentes apelos mundiais de diversos órgãos ambientais, como o Greenpeace, para um melhor aproveitamento dos recursos naturais e tratamento do lixo gerado por nossas atividades no globo. O crescimento do interesse por esse conceito pode ser observado na Google Trends, ferramenta de análise das pesquisas realizadas no buscador da Google para um determinado termo, e a previsão da ferramenta é de que essa tendência continue progredindo.

Além dos benefícios ambientais, as ações de TI Verde podem reduzir os custos dos processos e aumentar a produtividade, e, com isso, também os lucros. Seja qual for o porte da empresa, investir em TI Verde gerará um impacto positivo sobre a empresa. Para entender melhor esse conceito, continue acompanhando!

 

Onde se aplica a TI Verde

A TI Verde pode ser aplicada nos diversos setores da sociedade, inclusive em nossas vidas. Para isso, é necessário ter um olhar mais amplo sobre todos os recursos tecnológicos que integram o nosso dia a dia, sua vida útil e o destino que podem tomar quando não mais forem úteis.

As empresas que podem fazer a maior contribuição para preservação ambiental por meio de tecnologia verde são as próprias empresas de TI, que geralmente são as que possuem o maior número de aparelhos, como os datacenters, e maior conhecimento sobre seu funcionamento.

Segundo ranking divulgado pelo Greenpeace, as empresas de TI com maior participação nas discussões e propostas sobre a preservação ambiental e sustentabilidade, bem como com o maior número de soluções e dispositivos mais ecologicamente corretos são:

 

1. Google

A empresa criadora do maior buscador de conteúdo on-line atualmente se destaca pela utilização de energias limpas em suas instalações e investimento em políticas que visam promover o desenvolvimento de energias renováveis.

 

2. Cisco

A gigante em soluções para redes e comunicação ocupa a segunda posição do ranking também pela utilização de energia limpa, reduzindo a emissão de carbono em toda a cadeia do negócio.

 

3. Ericsson

Essa empresa é ativa nas discussões sobre clima e sustentabilidade, tendo participado, por meio de seu CEO, da Declaração de Guadalajara para Soluções Transformadoras de Baixo Carbono.

 

4. Fujitsu

Empresa japonesa especializada em tecnologia da formação, possui um plano de TI Verde com metas bem definidas e ambiciosas, como reduzir a emissão de carbono em 30% ao ano até 2020.

 

5. Vodafone

A operadora de telefonia multinacional ocupa o quinto lugar em função das suas metas ainda mais ambiciosas de redução da emissão de carbono — 50% ao ano até 2020 —, e por ter sido a única empresa que se manifestou, além da Google, a favor da proposta da União Europeia para a redução das emissões.

Porém, não são apenas as empresas de TI que devem se preocupar com o uso do TI Verde. Todas as empresas, sejam pequenas ou gigantes, e também o setor público, têm muito a contribuir na busca pela preservação do meio ambiente através da adoção de tecnologias mais sustentáveis.

 

TI Verde na prática

São muitas as ações que podem ser colocadas em prática para o uso verde da tecnologia. Muitas delas são bem simples de serem implantadas, enquanto outras envolvem maior conhecimento técnico e recursos. Vejamos a seguir as principais medidas que podem ser adotadas tanto pelas empresas como pelos indivíduos de forma geral.

 

Redução do consumo de energia

O crescimento da Tecnologia da Informação gera aumento de dispositivos tanto do lado dos usuários quando dos provedores. Como exemplo, podemos citar o crescimento da computação em nuvem, que demanda uma utilização maior de servidores de dados na rede mundial de computadores.

Todos esses recursos físicos precisam de fontes de energia para operarem, e, para minimizar o consumo, diversas ações podem ser tomadas, como: virtualização dos servidores; aquisição de equipamentos de empresas com certificados de qualidade em sustentabilidade; desenvolvimento de soluções via tecnologia da informação para melhorar o uso e a distribuição de energia, além da utilização mais consciente dos recursos e dispositivos tecnológicos.

 

Redução da emissão de carbono

A otimização dos recursos de forma a aumentar o desempenho com uma menor quantidade de instalações pode reduzir consideravelmente a emissão de carbono na atmosfera. Além disso, é importante reduzir o uso de papel e tinta para impressão de documentos e também de deslocamentos físicos, dando preferência à comunicação virtual.

 

Infraestrutura sustentável

O planejamento da infraestrutura das empresas também é um ponto-chave para uso de uma tecnologia mais sustentável por meio de TI Verde. Os cuidados vão desde a planta, com um desenho que maximize a distribuição dos dispositivos e estruturas, de forma que ocupem o menor espaço possível, até a utilização de energias renováveis, como, por exemplo, energia solar.

 

Redução do lixo tecnológico

A tecnologia se renova e inova a cada dia. Como consequência, a fabricação de novos itens que deem suporte a essas inovações se torna necessária. A Internet das Coisas é uma evolução da Tecnologia da informação que insere, de forma sistêmica, novos dispositivos no mercado. Entretanto, esse processo gera grande quantidade de lixo eletrônico, pois, à medida que novas tecnologias vão surgindo, as antigas se tornam obsoletas e são descartadas de forma incorreta, prejudicando o meio ambiente.

O TI Verde se preocupa em orientar a respeito da responsabilidade e destino dos equipamentos ultrapassados: eles podem ser reciclados ou doados para outras empresas e organizações para as quais eles ainda possuam utilidade, por exemplo. Da mesma forma, busca o desenvolvimento de dispositivos tecnológicos com uma maior vida útil, na esperança de causar uma drástica mudança no cenário atual de poluição ambiental. A tecnologia, com seu caráter dinâmico, pode protagonizar a busca por soluções que sejam não só mais eficientes, mas também mais sustentáveis.