Como implementar um PMO: Project Management Office

Por: opservices em 23.02.2018
PMO Project Management Office

Empresas de todos os portes têm migrado para processos ágeis de gestão de projetos. Esta tendência tem impactado mais do que na forma como se desenvolve e gerencia um projeto de construção de software.

Uma mudança de cultura e de atitude dentro de toda a corporação é necessária e é aí que entra o nosso PMO (Project Management Office) ou escritório de projetos. Agora, o que é o PMO dentro da organização? Qual a importância e como alinhar o escritório de projetos às metodologias ágeis e às expectativas da empresa?

Neste artigo vamos explicar os mecanismos necessários para criar esta estrutura que tem se mostrado cada vez mais eficiente.

 

Desvendando o papel do PMO

Segundo o PMI (Project Management Institute – organização responsável por determinar os padrões e as melhores práticas de gestão de projetos), é recomendado a criação de um escritório de projetos nas organizações. Este setor nas empresas popularizou-se como PMO, que é derivado do termo Project Management Office ou simplesmente escritório de projetos.

A importância desta área vem da demanda de transformar expectativas em projetos realizáveis e que entreguem valor. O PMO vai além de simplesmente entregar um determinado projeto. Ele é o elo entre a corporação e a equipe de desenvolvimento. Relatórios de acompanhamento, priorização e alocação de recursos humanos, financeiros e físicos são exemplos do papel do escritório de projetos.

 

Agilizando a gestão de projetos

Há muito tempo as empresas têm se deparado com problemas clássicos na hora de construir um software. Os projetos extrapolavam o custo e o tempo previstos inicialmente e, além disso, também é comum que o escopo proposto inicialmente fique ultrapassado ou simplesmente não atenda mais às expectativas da empresa, acabando por não gerar valor à corporação.

Para resolver estes e outros problemas, foram criadas as metodologias ágeis. Processos enxutos, sem burocracia, transparentes e com entregas programadas em ciclos curtos vieram desmistificar a gestão de projetos e justificar a atuação de facilitador do PMO.

 

Vantagens da equipe ágil

Existem algumas metodologias ágeis, mas as mais usadas atualmente são o Scrum e o Kanban. Ambas atendem às expectativas ágeis e devem ser estudadas antes de serem adotadas para saber qual a que se encaixa melhor dentro da filosofia da empresa. Independentemente da escolha, as vantagens obtidas são as mesmas. São elas:

 

Envolvimento dos participantes

A metodologia ágil é baseada na interação entre os participantes. Desde o cliente até o tester estão envolvidos nas etapas do desenvolvimento e são responsáveis pelo sucesso do projeto.

 

Transparência

Com o envolvimento do time inteiro, o cliente se mantém em contato com a equipe de desenvolvimento e pode acompanhar a evolução do projeto.

Flexibilidade

A mudança é sempre bem-vinda. Como o planejamento de cada entrega é feito logo após a última, o cliente pode redefinir os rumos do projeto da forma como acredita que seja mais adequada.

 

Agilidade

Como o próprio nome da metodologia sugere, a agilidade é o ponto forte deste processo. O acompanhamento constante do cliente permite uma melhor noção do time-to-market e a tomada de decisão do que deve ser priorizado no projeto é instantânea.

 

Gestão de custos e riscos

O acompanhamento constante do projeto permite ao PMO ter um controle simples dos riscos e custos. Assim, é possível a mitigação de eventuais problemas antes que estes gerem um impacto maior.

 

Agora é a hora de buscar certificações

O material para a implementação de um PMO ágil é extensa e na internet existem conteúdos relevantes para o assunto. Mas isso pode não bastar. Uma certificação na área faz muita diferença para quem busca a excelência.

Além do conhecimento que é adquirido durante a certificação, esta conquista traz confiança e credibilidade ao profissional para a implantação do escritório de projetos.

Conheça algumas das principais certificações na área:

  • PMI – ACP: gestão de projetos ágil
  • Certified ScrumMaster® (CSM)
  • Certified Scrum Product Owner® (CSPO)
  • Certified Scrum Developer® (CSD)
  • Certified Scrum Professional® (CSP)

Existem outras certificações, mas estas têm destaque no mercado e são as indicadas na hora de criar esta nova cultura dentro da empresa.

Gostou deste artigo? Deixe a sua opinião nos comentários e nos ajude a enriquecer ainda mais este conteúdo!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

JUNTE-SE À NOSSA LISTA E RECEBA
OS NOSSOS CONTEÚDOS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos