Conheça os principais protocolos de rede e seus usos!

Por: Equipe OpServices em 08.01.2019
Principais Protocolos de Rede

Para que seja possível uma comunicação entre computadores, é necessário que algumas regras sejam estabelecidas. Esse conjunto de normas e padrões que definem como se dará esse contato é conhecido como protocolos de rede.

Gostaria de saber mais sobre o assunto? Neste artigo explicaremos o que são os protocolos de rede e abordaremos mais a fundo os seus principais tipos. Continue a leitura e confira!

 

O que são protocolos de rede?

Protocolos de rede são os conjuntos de normas que permitem que duas ou mais máquinas conectadas à internet se comuniquem entre si. Funciona como uma linguagem universal, que pode ser interpretada por computadores de qualquer fabricante, por meio de qualquer sistema operacional.

Eles são responsáveis por pegar os dados transmitidos pela rede e dividi-los em pequenos pedaços, que são chamados de pacotes. Cada pacote carrega em si informações de endereçamento de origem e destino. Os protocolos também são responsáveis pela sistematização das fases de estabelecimento, controle, tráfego e encerramento.

Existem três elementos-chave que definem os protocolos de rede. São eles:

  • sintaxe: representaa o formato dos dados e a ordem pela qual eles são apresentados;
  • semântica: refere-se ao significado de cada conjunto sintático que dá sentido à mensagem enviada;
  • timing: define uma velocidade aceitável de transmissão dos pacotes.

 

Quais são os principais tipos de protocolos de rede?

Para que a comunicação entre computadores seja realizada corretamente, é necessário que ambos os computadores estejam configurados segundo os mesmos parâmetros e obedeçam aos mesmos padrões de comunicação.

A rede é dividida em camadas, cada uma com uma função específica. Os diversos tipos de protocolos de rede variam de acordo com o tipo de serviço utilizado e a camada correspondente. Conheça a seguir as principais camadas e seus tipos de protocolos principais:

  • camada de aplicação: WWW, HTTP, SMTP, Telnet, FTP, SSH, NNTP, RDP, IRC, SNMP, POP3, IMAP, SIP, DNS, PING;
  • camada de transporte: TCP, UDP, RTP, DCCP, SCTP;
  • camada de rede: IPv4, IPv6, IPsec, ICMP;
  • camada de ligação física: Ethernet, Modem, PPP, FDDi.

 
OpMon Traffic Analyzer - Monitoramento do tráfego de rede

 
Selecionamos neste artigo 11 entre os principais tipos de protocolos de rede para analisarmos mais a fundo. Vamos conhecê-los nos tópicos seguintes.

 

1. IP

O protocolo IP, do termo em inglês Internet Protocol (Protocolo de Internet) faz parte da camada de internet e é um dos protocolos mais importantes da web. Ele permite a elaboração e transporte dos pacotes de dados, porém sem assegurar a sua entrega.

O destinatário da mensagem é determinado por meio dos campos de endereço IP (endereço do computador), máscara de sub rede (determina parte do endereço que se refere à rede) e o campo gateway estreita por padrão (permite saber qual o computador de destino, caso não esteja localizado na rede local).

 

2. TCP/IP

Trata-se do acrônimo de dois protocolos combinados. São eles o TCP (Transmission Control Protocol — Protocolo de Controle de Transmissão) e IP (Internet Protocol — Protocolo de Internet).

Juntos, são os responsáveis pela base de envio e recebimento de dados por toda a internet. Essa pilha de protocolos é dividida em 4 camadas:

  • aplicação: usada para enviar e receber dados de outros programas pela internet. Nessa camada estão os protocolos HTTP, FTP e SMTP;
  • transporte: responsável por transportar os arquivos dos pacotes recebidos da camada de aplicação. Eles são organizados e transformados em outros menores, que serão enviados à rede;
  • rede: os arquivos empacotados na camada de transporte são recebidos e anexados ao IP da máquina que envia e recebe os dados. Em seguida, eles são enviados pela internet;
  • interface: é a camada que executa o recebimento ou o envio de arquivos na web.

 

3. HTTP/HTTPS

O protocolo HTTP (Hypertext Transfer Protocol — Protocolo de Transferência de Hipertexto) é usado para navegação em sites da internet. Funciona como uma conexão entre o cliente (browser) e o servidor (site ou domínio).

O navegador envia um pedido de acesso a uma página, e o servidor retorna uma resposta de permissão de acesso. Junto com ela são enviados também os arquivos da página que o usuário deseja acessar.

Já o HTTPS (Hyper Text Transfer Secure — Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro) funciona exatamente como o HTTP, porém, existe uma camada de proteção a mais. Isso significa que os sites que utilizam esse protocolo são de acesso seguro.

O protocolo HTTPS é comumente usado por sites com sistemas de pagamentos. Esse tipo de site depende de proteção que garanta a integridade dos dados, informações de conta e cartão de créditos dos usuários. A segurança é feita por meio de uma certificação digital, que cria uma criptografia para impedir ameaças e ataques virtuais.

 

4. FTP

Significa Protocolo de Transferência de Arquivos (do inglês File Transfer Protocol). É a forma mais simples para transferir dados entre dois computadores utilizando a rede.

O protocolo FTP funciona com dois tipos de conexão: a do cliente (computador que faz o pedido de conexão) e do servidor (computador que recebe o pedido de conexão e fornece o arquivo ou documento solicitado pelo cliente).

O FTP é útil caso o usuário perca o acesso ao painel de controle do seu site. Assim sendo,essa ferramenta pode ser usada para realizar ajustes página, adicionar ou excluir arquivos, ou aimda solucionar qualquer outra questão no site.

 

5. SFTP

Simple Transfer Protocol (Protocolo de Transferência Simples de Arquivos) consiste no protocolo FTP acrescido de uma camada de proteção para arquivos transferidos.

Nele, a troca de informações é feita por meio de pacotes com a tecnologia SSH (Secure Shell – Bloqueio de Segurança), que autenticam e protegem a conexão entre cliente e servidor. O usuário define quantos arquivos serão transmitidos simultaneamente e define um sistema de senhas para reforçar a segurança.

 

6. SSH

SSH (Secure Shell, já citado acima) é um dos protocolos específicos de segurança de troca de arquivos entre cliente e servidor. Funciona a partir de uma chave pública. Ela verifica e autentica se o servidor que o cliente deseja acessar é realmente legítimo.

O usuário define um sistema de proteção para o site sem comprometer o seu desempenho. Ele fortifica a segurança do projeto e garante maior confiança e estabilidade na transferência de arquivos.

 

7. SSL

O protocolo SSL (Secure Sockets Layer — Camada de Portas de Segurança) permite a comunicação segura entre os lados cliente e servidor de uma aplicação web, por meio de uma confirmação da identidade de um servidor e a verificação do seu nível de confiança.

Ele age como uma subcamada nos protocolos de comunicação na internet (TCP/IP). Funciona com a autenticação das partes envolvidas na troca de informações.

A conexão SSL é sempre iniciada pelo cliente, que solicita conexão com um site seguro. O browser, então, solicita o envio do Certificado Digital e verifica se ele é confiável, válido, e se está relacionado ao site que fez o envio. Após a confirmação das informações, a chave pública é enviada e as mensagens podem ser trocadas.

 

8. ICMP

Sigla para Internet Control Message Protocol (Protocolo de Mensagens de Controle da Internet). Esse protocolo autoriza a criação de mensagens relativas ao IP, mensagens de erro e pacotes de teste.

Ele permite gerenciar as informações relativas a erros nas máquinas conectadas. O protocolo IP não corrige esses erros, mas os mostra para os protocolos das camadas vizinhas. Por isso, o protocolo ICMP é usado pelos roteadores para assinalar um erro, chamado de Delivery Problem (Problema de Entrega).

 

9. SMTP

Protocolo para transferência de e-mail simples (Simple Mail Transfer Protocol) é comumente utilizado para transferir e-mails de um servidor para outro, em conexão ponto a ponto.

As mensagens são capturadas e enviadas ao protocolo SMTP, que as encaminha aos destinatários finais em um processo automatizado e quase instantâneo. O usuário não tem autorização para realizar o download das mensagens no servidor.

 

10. TELNET

Protocolo de acesso remoto. É um protocolo padrão da Internet que permite obter uma interface de terminais e aplicações pela web. Fornece regras básicas para ligar um cliente a um intérprete de comando.

Ele tem como base uma conexão TCP para enviar dados em formato ASCII codificados em 8 bits, entre os quais se intercalam sequências de controle Telnet. Assim, fornece um sistema orientado para a comunicação bidirecional e fácil de aplicar.

 

11. POP3

Acrônimo para Post Office Protocol 3 (Protocolo de Correios 3). É um protocolo utilizado para troca de mensagens eletrônicas. Funciona da seguinte forma: um servidor de email recebe e armazena mensagens. O cliente se autentica ao servidor da caixa postal para poder acessar e ler as mensagens.

Assim, as mensagens armazenadas no servidor são transferidas em sequência para o computador do cliente. Quando, a conexão é encerrada as mensagens ainda são acessadas no modo offline.

 

Monitoramento de protocolos e tráfego de rede

Além de conhecer os principais protocolos, muitas empresas precisam realizar o monitoramento da rede para que ela funcione da melhor forma possível. Para isso, existem muitas soluções que realizam esse monitoramento da rede e, assim, evita o desperdício de recursos.

Uma plataforma que recomendamos é o OpMon Traffic Analyzer, software desenvolvido no Brasil e que faz o gerenciamento qualitativo da rede em tempo real para obter uma análise detalhada do status, do tipo de tráfego e quem são os consumidores de recursos de sua rede.

 
OpMon Traffic Analyzer - Monitoramento do tráfego de rede

 
Com a leitura deste artigo, conhecemos mais sobre o que são protocolos de redes e quais são os seus principais tipos. Graças a eles é possível realizar a comunicação entre diferentes tipos de computadores, sem que para isso seja necessária uma linguagem nova para cada um.

Nós da OpServices podemos ajudá-lo com a infraestrutura em TI e monitoramento de negócios. Quer saber mais sobre os nossos serviços? Basta entrar em contato com a nossa equipe!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

JUNTE-SE À NOSSA LISTA E RECEBA
OS NOSSOS CONTEÚDOS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos